Tuesday, April 29, 2008

Jaqueta Simplicity: forro e elástico na cintura – Simplicity jacket: the lining and the elasticized waist

Português
English (uncheck the other box and check this one)
Forrar uma peça de roupa não é difícil, apenas requer alguns conhecimentos básicos. No essencial usa-se o molde da jaqueta (não se usa o da banda do pescoço, porque essa é forrada com o próprio tecido da jaqueta, portanto considera-se uma vista e não forro. Depois de cortar o molde descontando as vistas e a sua largura (calculando os valores de costura) e de encurtar o molde de forma a que a bainha do forro seja apenas de 1,5cm, o forro corta-se com o tecido dobrado em dois no sentido do comprimento, tendo apenas em atenção que se quisermos deixar uma dobra para liberdade de movimentos no meio das costas, o molde das costas é posicionado com a linha do meio das costas (dobra no tecido da jaqueta) 2cm distante da dobra do forro. Na minha opinião, neste caso a dobra é opcional porque a jaqueta é bastante larga, mas fi-la na mesma. A jaqueta em forro cose-se exactamente como a de tecido, só que as pinças desta vez ficam do lado do avesso.
O primeiro procedimento é coser o forro ao longo das vistas da frente, terminando a uns 5cm do fim da vista em baixo e assentá-lo a ferro ao longo desta costura. Depois, no lado esquerdo da frente fiz o bolso avivado no interior da jaqueta, usando um método baseado nas casa de botão avivadas, só que o rectângulo usado para abrir a janela é cortado em organza:
O resto é feito como fiz no primeiro tutorial das casas avivadas, encaixando um pequeno laço (tubinho) de forro para formar o olhal do botão quando se pespontam os vivos. Atrás, aos valores de costura dos vivos cose-se os sacos do bolso e depois fecham-se a toda a volta. É bastante fácil, só dá trabalho (mostro o bolso numa foto mais à frente). Também fiz um bolso assim na minha gabardine vermelha.
Não esquecer, se forem fazer a cintura com elástico, de deixar uma abertura entre o forro e a vista para depois passarem o elástico!
Antes de coser o forro às bainhas das mangas, como é óbvio, é preciso embainhar as mangas! Isto significa que temos que unir a costura das vistas da bainha (esta costura vai coincidir com a costura de dentro da manga, mas pode ser colocada um pouco para o lado para fazer menos volume nesta costura), e com o círculo resultante, aplicar a vista direito sobre direito da manga e coser ao longo da orla (depois aparam-se e gradam-se os valores de costura, fazem-se uns cortes em “V” porque a costura é redonda, passa-se a costura a ferro, depois assenta-se os valores de costura em direcção da vista e pespontam-se junto à costura). Finalmente virei a vista para o interior e pespontei a 2cm da orla, apanhando a presilha na costura superior da manga. O forro é cosido à mão exactamente sobre esta linha de pesponto:
Para cantos em baixo já sabem que uso o tutorial da Kathleen Fasanella:
Não cosi o forro à bainha à máquina, apenas no início junto ao canto. Pespontei a bainha como fiz para as mangas e cosi o forro na linha do pesponto à mão.

Finalmente é preciso unir o forro e a jaqueta no decote, antes de aplicar a banda. Na foto podem ver que fixei usando alfinetes, mas depois passei um pesponto à máquina a 1,3cm da orla para ligar as duas partes permanentemente (a banda vai ser cosida a 1,5cm da orla, por isso vai tapar estes pontos):
Agora vamos passar ao elástico na cintura, que já tiveram oportunidade de ver do lado do avesso numa das fotos anteriores.


Já tinha marcado na jaqueta ao longo da frente e das costas o sítio onde passa o elástico, delimitado por dois alinhavos, um a 1,5cm abaixo da linha da cintura (vêem a marcação da cintura entre as duas linhas) e outra acima, a uma distância igual à largura do elástico mais um bocadinho:


A ideia é coser nestas linhas, apanhando o forro juntamente e formando um canal por onde se passa depois o elástico. Para isso temos que nos certificar que o forro fica bem alinhado, deixando uma folga acima e abaixo do elástico. Prende-se então ao longo das marcações com alfinetes, do lado do avesso:
E do lado direito alinhava-se uma segunda vez, desta vez apanhando o forro por baixo:
Depois de coser à máquina junto das linhas alinhavadas (este pesponto deve terminar mesmo no fim do forro/início da vista), passa-se o elástico (aqui vê-se os muitos usos que um apanhador de malhas de tricô pode ter e também o bolso interior já terminado!):
Nas pontas o elástico é passado para baixo da vista, ultrapassando um pouco a linha de junção do forro com a vista. Esta linha é depois pespontada do lado direito, prendendo o elástico. Em cima desta costura vão ser cosidas as tiras de atar que vou mostrar depois! Mas antes, tenho que vos contar como apliquei a banda do pescoço, porque utilizei um processo diferente do especificado nas instruções!

Lining a garment is not difficult and it requires just a little accuracy, the basic knowledge of what a lining is and how it is supposed to work on the inside of the garment. Generally the same pattern from which the garment was cut is used, taking off all the facings and facing widths and minding the SAs, if you are using the industrial method. Sometimes a few adjustments are necessary, but in this case (a loose fitting jacket) only a few slight adjustments were needed. After altering the pattern I cut the lining leaving a little extra for the center back fold (This is not necessary because the jacket is so wide, but I did it anyway). The lining shell is made exactly as the jacket (front, back and sleeves), except the darts' allowances are on the wrong side of the lining.
After constructing and pressing the lining shell (I can not say this enough: press as you go! Always!), it is placed together with the jacket shell, right sides facing each other and it is stitched to the facings ending 2” before the ending of the facing at the hem. On the left front side I did a small welt pocket with a button using the same method described in my first tutorial on bound buttonholes; in this case the patch is made of silk organza:
When topstitching the pocket outline (this keeping the welts in place permanently) I inserted a little lining bias tube to for a button loop between the welt and the window. After this, I stitched the pocket bags to the welts’ SAs at the wrong side of the opening and finally the two pocket bags were joined together, stitched around their outline. This is much easier than it seems, just time consuming (I’ll show you the completed pocket a few pictures ahead). I did an inside pocket like this one inside my red trench coat too.
If you are making an elasticized waist, don’t forget to leave a portion of the lining unstitched (lining/facing seam), aligned with the spot where the casing is supposed to end:
Before hand stitching the lining sleeves to the sleeve’s hem, obviously the hem must be set already. So first we stitch the hem facing side seam that will match the under sleeve seam (or it can be misplaced to the back side so the SAs don’t overlap and there’s less bulk ;) ). The hem facing is then placed with it’s right side (wider edge) facing the sleeve edge and sewn in place (then the seam is pressed along the stitches so they melt with the fabric and then the SAs are pressed to the facing side and understitched). Finally the facing is turned to the wrong side of the sleeve, pressed again and topstitched 2cm from the edge. The lining sleeve is hand stitched exactly over this row of topstitching.
For the facing/lining/hem corner I used the Nameless Tutorial by Kathleen Fasanella:
I didn’t machine stitch the entire lining hem to the jacket’s hem; only a small portion next to each corner. I topstitched the hem as I did on the sleeves and sewn the lining by hand the same way.

Finally, the neck edges must be joined together before applying the neckband. In the picture you see pins but they were there to keep the edges together while I machine stitched the edges 1.3 cm from the edge (these stitches will be hidden by the neck band because they’ll be 2mm distant from the stitching line, on the SA side):
Let’s proceed with the elastic casing (which you’ve already seen finished on the wrong side, a few pictures ago).


The casing is thread traced on the jacket already (parallel to the hem, two equidistant lines; one is 1,5cm bellow the waistline and the other is above the waistline at a distance equal to the elastic width plus a little bit – the waistline is also marked with thread):

The idea is stitching the lining and the jacket together at these lines. To do this I must be sure that the lining is perfectly aligned underneath. So I pin it along the casing outlines on the wrong side (I can “feel” the outlines because they are thread traced):
On the right side I thread traced the outlines again, this time catching the lining underneath too:
Then I machine stitched very close to the thread traced lines, forminh the casing and removed the bastings. The machine stitches should end exactly over the lining/facing junction, at the open seam. The elastic is inserted through one of the open seams (one of the many uses of a knitting stitch holder here; also note the finished welt pocket!):
The elastic should be carefully positioned under the facing, crossing under the facing seam to the facing side by 1cm (on both ends); the openings are closed by a row of topstitching that also holds the elastic end in place. The front ties are then stitched over the topstitching, on the right side, but I’ll show you those later. Next I will address the neckband because I followed a method that is not in the instructions!

13 comments:

Linda said...

Oh Tany - I can just feel the crispness and loveliness of that fabric here! This is going to be one gorgeous jacket.

Adrienne said...

I love how you did the elastic waistband! I would have never thought of that!

Vicki said...

Thanks for sharing all this Tany! Did you machine stitch the casing by machine before putting the elastic through?

Erica B. said...

I also love the elastic waistband. Fabulous!

AllisonC said...

Another excellent tutorial, I can hardly wait to see the finished jacket.

Lori said...

Once again a fabulous tutorial, I can't wait to see the completed jacket.

loopylulu said...

Reading this makes me realize how many sewing techniques there are to still learn. Thank you for showing us your construction.

Tany said...

Thank you ladies!

Vicki: Yes I did! The bastings (thread tracing) were there only to hold the two layers together and provide a guide for the machine stitching. I missed the translation of that sentence but I've corrected it already!

paco peralta said...

Tany.- bonito detalle el elástico pasado, además ha quedado muy bien en esta tela. Oye, estos patrones incluyen margenes de costura? porque creo entender que no hiciste ninguna rectificación sobre el patrón. Gracias por el turorial. Un abrazo y hasta pronto. Paco

Tany said...

Paco.- Gracias! Las rectificaciónes que he echo (en lo primero post) fueran apenas para después cortar el forro; estos patrones incluyen todas las margenes (1.5cm para margenes "normales" y 5cm para dobradillos - excepto en las mangas; para ellas también he echo dobradillos separados), exactamente como los patrones Vogue. Una buena jornada para tí mi querido! (pronto voy a responderte a tu mesage de ayer!)

Ah, espero que la palabra correcta en castellano sea "dobradillo", que no me recuerdo bien!

Mamã Martinho said...

Gostei da explicação. Acho que fazes bem em aplicar o forro ao casaco, com pontos á mão, não ficaria bem se o fizesses à máquina. Eu utilizo também um alfinete para passar o elástico por dentro das peças, mas não um tão grande. No entanto já estou a ver mais utilidades para o meu alfinete de pontos em espera! ;)

Bjs

Mónica

Ana Carina said...

Tany,
Agora fiquei mais esclarecida com o elástico...deve dar um efeito giro porque vai acabar por franzir um pouco formando uns drapeados.
Como sempre as tuas explicações são muito úteis para mim!

Obrigado

Beijinhos

Summerset said...

Ingenious. I love how it is all so clean finished.