Monday, July 11, 2016

[Coverstitch machine] 2-needle wide cover stitch on sheer stable knit - Ponto de recobrimento largo (2 agulhas) em malha estável fina

EN Summary: I'm using my new Coverstitch machine on a real project: McCalls7406 view D (a long sleeveless wrap dress with high-low shaped hem) and the fabric I'm using is a very sheer stable knit with some lycra, which poses a few challenges. In this article I discuss the preparation and the settings used to stitch a 2-needle wide cover stitch along the shaped hem/front edges of the dress. Keep reading for the full article!
---
PT Sumário: Estou a usar a minha nova máquina Recobridora num projeto real: o vestido McCalls7406 opção D (maxi-vestido cruzado sem mangas, com bainha mais comprida atrás), utilizando uma malha estável muito fina com alguma lycra na sua composição, o que implica alguns desafios. Neste artigo explico a preparação necessária para ter bons resultados, as técnicas e as configurações da máquina necessárias para obter bons resultados.



EN: This knit looks and feels a lot like a sheer woven satin fabric; it's very sheer, it doesn't curl as jersey does, and it has a little stretch with excellent recovery. It presses really well too, at medium temperature setting. For stitching on the regular sewing machine I obtained the best results using  a SCHMETZ stretch needle #75/11 (medium ball point, special eye and scarf). On the Coverstitch I obtained good results with the SCHMETZ EL X 705 #90/14 already installed on both needles, so I din't change them. What I did notice with this wide coverstitch on this sheer knit was a tendency for getting the tunnel effect on a simple turned-up hem, which got worse when hemming lengthwise along the front edges (along the "knit grain", if you can call it that). Even lowering the looper tension wouldn't fix it completely. So I decided to stabilize the 5/8" hems/SAs using 1" knit stay tape, which extends the allowance providing a double reinforcement.
---
PT: Esta malha parece-se (tanto de aspeto como ao toque) com tecido acetinado. É muito fina e não enrola como o jersey; tem alguma elasticidade (pouca) e um bom fator de recuperação. Passa-se muito bem a ferro com temperatura média e vapor. Na máquina de costura normal, a agulha normal (mesmo a mais fina)  produziu alguns pontos em falso, tive de usar uma SCHMETZ stretch #75/11 (ponta ligeiramente arredondada, própria para tecidos com elastano ou lycra). Na recobridora não tive problemas com as SCHMETZ EL X 705 #90/14 (próprias para recobridoras e corta-e-cose), apesar de serem um pouco grossas, por isso não as troquei pelas #80/12. O que notei foi o efeito "túnel" (os dois pespontos ficam mais juntos e entre os pespontos forma-se um relevo), que se verificava mesmo soltando a tensão da laçadeira. A conjugação de malha fina com o ponto largo causou este problema. O efeito túnel intesificou-se ao coser no sentido vertical da malha, que é o caso das beiras da frente do vestido. Decidi por isso estabilizar as bainhas/orlas de 1,5cm com uma fita termo-colante de malha de 2,5cm. Ao estender-se além da margem de bainha, vai reforçá-la duplamente. 
EN: I've read that these machines don't like crossing over seams and often produce skipped stitches in this situation. I've taken a few preventive measures to avoid this, redistributing the bulk of the seams by clipping them at the hem line and pressing the seam allowance on opposite directions. This is not the best example for when to do this, because the seam isn't perpendicular to the hem in this case, but it still works.
---
PT: Li que estas máquinas não gostam muito de cruzar costuras e muitas vezes produzem pontos em falso nestas situações, por isso tomei medidas preventivas para o evitar. Nas costuras dei um golpe nas margens mesmo na linha de bainha (linha da dobra, a 1,5cm da margem) e assentei a ferro as margens da costura em direção oposta para espalhar o seu volume. Esta não é a melhor situação onde se deve usar esta técnica (seria melhor numa costura perpendicular à bainha), mas funciona aqui também.
EN: Then I pressed up a 5/8" allowance around the dress edges:
---
PT: Depois assentei a bainha/orla a ferro com a largura de 1,5cm:
EN: With practice and well behaved fabrics, pressing the hem up should be enough to start coverstitching but I didn't take any chances; I hand-basted the hem in place at 3/4" from the hem edge, knowing that these hand-stitches wouldn't be caught by the needles if I used the edge of the presser foot as a guide for stitching; it's quite easy to pull them out in the end, if they are not caught by the needles. I couldn't find any skipped stitches along the edge so everything went on OK. I used the manual's recommended tensions for the 2-needle wide coverstitch:

Left needle thread tension dial: 4
(Middle needle is not used)
Right needle thread tension dial: 4
Looper thread tension dial: 3 (looper thread extra tension slider to the right - light tension)

but as I stitched along the front edges I had to adjust the looper thread tension dial progressively around the curve until reaching value 1 (when the stitches became parallel to the lengthwise "grain" of the knit)
---
PT: Com a prática e tecidos bem comportados, assentar a bainha a ferro antes de coser é suficiente, mas neste caso não quis correr riscos: alinhavei a bainha a 1cm da orla, sabendo que se usasse o rebordo do pé calcador como guia a coser, os alinhavos ficariam entre as duas agulhas. Assim é muito fácil retirar os alinhavos ni fim, basta puxar uma ponta. Ao soser não tive pontos em falso, por isso correu muito bem! Usei as tensões recomendadas pelo manualpara o ponto de recobrimento largo:

Tensor da agulha esquerda: 4
(a agulha do meio não é usada)
Tensor da agulha direita: 4
Tensor da laçadeira: 3 (com o botão de ajuste de tensão extra para a direita - tensão leve)

à medida que cosia ao longo das orlas curvas da frente tive de começar a reduzir a tensão da laçadeira progressivamente na curva, até atingir o valor 1 na vertical das orlas da frente do vestido.
EN: The last step was trimming down the excess allowance with my applique scissors (I think I also remember these being called Pelican Scissors). There is another way to sew hems, stitching at a distance from the edge enough for encasing the raw edge inside the double-stitching, but I felt safer with this procedure instead. It's more time consuming but the results are full-proof (except if you cut some of the looper thread with your scissors, of course).
---
PT: O último passo foi aparar o excesso das margens com as minhas tesouras de recorte rente (não sei como se chamam em Português, encomendei estas no eBay procurando por "applique scissors"; também já as vi serem chmadas de Pelican Scissors), uma ferramenta que permite cortar bem rente de forma mais fácil e segura. Há outra forma de fazer bainhas, que é calcular a distância dos pontos à orla dobrada de tal forma que a bainha fique presa etre as duas agulhas, no meio dos pontos da laçadeira. Desde que seja feito com precisão, é um método mais fácil. Neste caso achei mais seguro fazer pelo método que expliquei, pois produz sempre bons resultados (desde que não cortem demasiado rente cortando as linhas!).
EN: This is it. This kind of posts are quite technical but I find it useful to record all this information for my future reference and, who knows, it may even help someone out there! Thank you all for reading!
---
PT: E é tudo! Este género de posts são bastante técnicos mas acho útil reter esta informação para minha referência futura e, quem sabe, pode mesmo ser útil a algum de vós! Obrigada por aparecerem!

2 comments:

mem said...

Hello Tany , I am almost tempted to get my coverstitch machine out ( Janome 10.000) but not quite . I just find that a twin needle is so much easier . I bought a coverstitch machine about 5 years ago and really its probably a case of just deciding to use it and getting comfortable with it . Maybe you have inspired me!! The tunneling does drive me nuts though and doesn't seem to happen so much with a twin needle .Great tutorial though.

Terry Carter said...


Thank you for posting this. I am working on a top with a curved hem and may try your technique. Appreciate this,
Terry