Friday, April 6, 2007

Alinhavar as marcações na gabardina –Thread tracing the trench coat

Não há muito que possa acrescentar ao que já disse sobre alinhavar as linhas; num molde com muitas peças este processo pode ser bastante demorado (só hoje consegui acabar de alinhavar tudo), mas tem a vantagem de me dar tempo para pensar bem e rever os passos de construção deste modelo.
There isn't much left to say about thread tracing if you have been following my work; this process is time consuming if you are dealing with a pattern with lots of pieces, just like this one (I finished thread tracing and interfacing today's morning), but it gives me the chance to think through all the construction steps and all the sewing techniques for this model.
Para tornar as linhas mais visíveis estou a usar linha preta; ocasionalmente também uso linhas vermelhas, para salientar ou distinguir algumas marcações mais críticas.
To make the threaded lines more visible I used black thread and sometimes red thread if there is a special seam or line that I want to highlight for some reason.

Comecei também a melhorar o meu método de marcação; observem os cantos onde duas costuras se encontram:
I also improved my thread tracing method; please observe the corners where two seams meet:
As linhas cruzam-se e são cortadas com um pequeno excesso, de forma a serem removidas mais facilmente depois de cosida a costura.
I leave a small loose end after crossing the corner so it will be easier to pull the threads when the seam is machine stitched.

Como este tecido é ligeiramente transparente, resolvi optar por um forro da cor da pele, até porque estou a pensar usar este modelo também como vestido; podem comparar o tom do forro com o tom do tecido na próxima foto:
Because this fabric is slightly "see-through", I've opted for a skin colored lining instead of the white lining; you can see the contrast between the fabric and the lining color in the next picture:
O sítios onde vou ter que coser as passadeiras e os bolsos devem ser reforçados para evitar que o tecido esgace. Para reforçar usei tirinhas de organza de seda branca (tinha um retalho que veio junto da organza vermelha) cortada ao comprido da peça (correr do fio); em alguns sítios aproveitei o facto de estar a alinhavar as costuras e prendi já as tiras, como podem ver:
The stitching lines for the pockets and the belt carriers need to be reinforced, because this fabric is very thin and I want to prevent ripping under stress. To reinforce these stitching lines I'm using thin on grain stripes of white silk organza (I have a little piece in my stash to use in this kind of situations). Some of these lines are thread traced together with the organza stripes, as you can see next:
Como disse acima, este trabalho moroso dá-me a oportunidade de pensar bem como vou fazer as coisas. Neste caso não me vou guiar pelas instruções da Burda pois não incluem a aplicação de um forro na gabardina. O que me tem preocupado nestes dias é como fazer o forro; não é tão fácil como parece por causa da saia franzida e das mangas raglan. Também pus de parte a ideia do forro em organza sintética, não quero repetir a má experiência que tive com este tecido.
As I said before, this time consuming procedure gives me the chance of thinking through many possibilities on how to do things the best way. In this case I'm not following BWOF's instructions because they don't mention any lining procedure, so I must think ahead and establish my own course of action. My main concern here is the lining; it's not as straight forward as It may seem in this case, mostly because of the gathered skirt and also because the fashion fabric is a little see-through. I've put aside the synthetic organza lining now, I don't want to regret using it later (one ripped blouse is enough).

Uma das ideias que me ocorreu foi fazer um forro/entre-forro num só passo, i.e., juntar as peças de forro às peças de tecido e costurá-las como se de uma peça se tratasse. Há uma forma de fazer isto de forma que os valores de costura ficam automaticamente cobertos e debruados com o forro. Podem ver como se faz nesta dica de costura: Underlining and Seam Finish in one (Tip/Technique). Nesta gabardina poderia proceder assim para todas as costuras verticais e as costuras das mangas; as costuras da cava seriam tratadas normalmente (tecido e forro cosidos como se fossem um só) e depois seriam debruadas com uma tira de viés de forro para esconder os valores de costura. A saia seria cosida depois de todas as costuras verticais estarem unidas e por último seria aplicada a gola e a banda dos botões. É claro que os detalhes como passadeiras e bolsos teriam de ser costurados antes de unir as peças de tecido às do forro. Penso que este método resultaria muito bem se estivesse a usar organza de seda como forro, pois o tom desta seria completamente neutro junto do tecido.
One of my first thoughts for this trench coat was making a one-step lining/underlining, which is a technique that would produce neat bounded seams inside. See this PR Sewing Tip: Underlining and Seam Finish in one. I could follow this procedure on all vertical seams and sleeve seams; the armscye seams would be done normally and then bounded with some bias tape made of lining; the skirt would be stitched to the trench's body and for last the collar and the buttoned closure would be attached, concealing both trench and lining SAs. The details like pockets and belt carriers would have to be made before all this, of course. I think this method would be perfect if I was using silk organza for the underlining, because it would meld well to the fabric's color.

Outra ideia é fazer o forro à parte como normalmente e juntá-lo ao tecido, prendendo-o na gola e bandas de botões. A saia seria pregada ao tecido apenas, os valores de costura assentes a ferro para cima e pespontados e o forro seria cosido à mão tapando esta costura.
Another option is making the lining and the trench coat separately (minus the skirt) and join them when attaching the collar and the buttoned closure. The gathered skirt would be stitched to the trench's body and SAs should be pressed upwards and topstitched; the lining could be handstitched to this seam, concealing it.

A saia é outro ponto a resolver. Forrar ou não forrar? Se forrar, juntar os dois tecidos e tratá-los como um, franzindo-os ao mesmo tempo? Ou então fazer uma sai em forro menos franzida? Apanhar o forro da saia na costura da bainha ou deixá-lo solto? São tudo perguntas que vou responder depois de fazer alguns testes com o tecido.
The gathered skirt is another problem to solve. Should it be lined or unlined? If lined, join both lining and fabric and treat them as one when making the gathers or just make a less gathered lining skirt and the join it with the trench's skirt? Make a free-hanging lining skirt or conceal the lining inside the trench's hem? These are questions that will be answered after running a few tests.


I would like to thank those of you who shared my concerns and helped me thinking this through. Thank you for taking the time to share your sewing tips and knowledge with me.

Na próxima entrada vou mostrar os testes para determinar o tipo de costuras a aplicar. Se entretanto não nos encontrarmos aqui, Boa Páscoa a todas!
Next I will show you my tests to determine which seam method is better for this particular case. Until then, have a Happy Easter everybody!

3 comments:

Jen said...

Thank you for taking the time to explain everything so well. It is very helpful! I can't wait to see what you decide to do about the lining.

Summerset said...

You know, I tend to do the same thing when doing fairly simple sewing tasks. I think through the steps, which makes me really understand what I'm doing. I find that I can also let my mind wander creatively too, and sometimes I come up with really good ideas.

Mamã Martinho said...

De certeza que já sabes o que fazer, mas se fosse eu tlz optasse pela primeira hipotese, coser tudo junto. Bem vou ficar a ver qual a que optas-te.

Bjs

Mónica