Friday, May 13, 2011

The inner shell of the pink blazer – A parte de dentro do blazer cor-de-rosa

Português
English (uncheck the other box and check this one)

NOTA: O blogger esteve em baixo por bastante tempo e os últimos comentários que recebi foram apagados; tentei repor fielmente todos os comentários em falta.

Aqui têm a parte de dentro pronta para unir à parte de fora. Esta camada consiste no forro, vistas (como vistas entenda-se as partes não entreteladas do cós da frente e os painéis centrais inferiores, também não entretelados), parte de dentro da gola e das lapelas. Numa das costuras das mangas foi deixada uma abertura de 20cm para depois virar tudo para o direito, depois de unir com a parte exterior do casaco. Reparem também na pequena prega do forro junto aos painéis centrais inferiores:


Esta prega está lá pois o forro é um pouco mais comprido e formará uma prega em baixo, para dar liberdade de movimentos e evitar o risco da bainha do casaco repuxar. Os painéis inferiores da frente cosem-se directamente aos painéis inferiores da parte de fora (não têm bainha), enquanto o forro é cosido à bainha do casaco que fica um pouco mais acima… É preciso um pouco de raciocínio espacial para perceber como tudo encaixa no final; este método requer que as partes sejam cortadas com precisão e que se perceba como tudo encaixa para dar certo, e não é fácil explicar ou demonstrar com fotos como se faz, é daquelas coisas que, se quiserem, têm de tentar fazer para perceberem. Se não se sentem com confiança, podem usar o método de construção mais clássico e aplicar o forro parcialmente à mão.

Outra prega que costumo deixar é no centro das costas, que também serve para dar liberdade de movimentos e evitar que o forro esgace quando vestimos o blazer:

A prega está alinhavada, os alinhavos retiram-se no final.

O motivo que me fez escolher este método foi o facto de não ter de me preocupar com a folga necessária para a curva da gola, uma vez que esta fica em pé. Unir as duas partes parece fácil mas requer alguma habilidade e precisão, principalmente nas esquinas e cantos, uma vez que não queremos que fiquem volumosos e com aspecto pouco profissional. Então para fazer um blazer destes é preciso alguma prática, domínio perfeito das técnicas de assentar a ferro e de escalamento, e de aparar/golpear os valores de costura para reduzir volume. Se não têm prática e mesmo assim querem fazer uma jaqueta ou casaco, escolham modelos sem gola, mais fáceis de fazer para iniciantes. Relativamente a este projecto com uma gola de bandas em que unimos as partes de fora e de dentro de uma só vez, a maior parte das pessoas vai encontrar problemas no ângulo da gola com a lapela. Repararam que a gola estava cosida às lapelas apenas até à marca do canto (na foto inicial vê-se o canto marcado com alinhavo), tanto na parte interior como exterior; juntam-se então as duas partes direito contra direito e primeiro cose-se ao longo da gola, de um canto ao outro, SEM APANHAR OS VALORES DE COSTURA (dá jeito fazer uns golpes para os revirarmos e evitar que fiquem presos na costura). Não esquecer de rematar com uns pontos atrás:

Depois cose-se os painéis centrais da frente, continua-se para cima ao longo das lapelas para terminar exactamente no canto, sem apanhar as margens, e rematando com pontos atrás. Em seguida devem certificar-se que as costuras terminam exactamente no canto e aparar os valores de costura no canto, de forma a não criarem volume desnecessário depois de virar.

Outro canto que precisa de ser bem golpeado é onde termina a lapela e começa o cós da frente, há ali muitas costuras próximas que podem ficar muito volumosas.

O canto de união do painel central inferior (que funciona como vista) com a bainha e o forro já foi aqui explicando anteriormente. Resta-me apenas referir que não basta depois virar tudo para o direito; é preciso alinhavar todas as orlas, sobrepor as costuras da parte de fora com as costuras da parte de dentro, assentar tudo muito bem a ferro e dar uns pontos atrás sobre as seguintes costuras sobrepostas (os pontos afundam-se nas costuras e ficam invisíveis): costuras do cós da frente, e costuras de união da lapela e gola com o blazer. Estes pontos atrás também servem para fixar os chumaços raglan ao longo das costuras dos ombros. Na próxima foto podem-me ver a fazer estes pontos ao longo da costura de união da lapela:

Finalmente também se dá uns pontos por dentro no fundo das cavas, unindo o forro ao casaco neste ponto para as mangas não deslizarem, e no forro dá-se uns pontos nos ombros unindo o forro aos chumaços por dentro do casaco. Fica tudo bem e não vai deslizar ao usar, repuxando as mangas ou as bainhas.

O blazer está pronto e já o estou a usar hoje (escolhi combinar o rosa forte com verde tropa, uma combinação fora do vulgar mas que me agrada bastante). Vou tentar escrever o artigo final aqui amanhã, mas entretanto daqui a pouco já me poderão ver a usar o blazer no meu blogue de guarda-roupa! Fiquem bem!


NOTE: Blogger was down for some time and some comments disappeared; I took the liberty of republishing them in the name of the authors.

Here’s the inner shell, ready to be joined with the outer shell of the blazer. The inner shell consists of the lining, facings (the inner bottom center panels and the inner front waistbands act as facings), inner lapels and inner collar. A section of one of the sleeves lining seam was left open to be able to turn everything to the right side after the two shells are stitched together along the edges and sleeve hems. Note the small pleat that is formed at the vertical junction of the lining with the bottom front inner panels:


This pleat contains the lining wearing ease at the hem; the inner panels are stitched to one another, but the lining will be stitched to the blazer’s hem instead, which stands far above the bottom edge of the front panels. Some spatial reasoning is needed to understand how it all fits together; this method requires everything to be precisely drafted and methodically cut with the intent that all the pieces will fit together in the end. It’s not easy to explain or to demonstrate by pictures, and sometimes you need to try it yourself, perhaps build some paper models until you figure it out. If you are not confident in your abilities, you better chose any other method of construction for a blazer with a notched collar.

Another pleat which is necessary for wearing ease is the center back lining pleat:

This pleat is hand basted and I’ll remove the basting thread when the blazer is completed and final pressed.

The main reason for picking this method of construction is the fact of not needing to take the collar turn of the cloth into account, because the collar is standing and not rolled down. Joining the two shells seems easy but it requires some precision sewing and expertise, mainly dealing with the notched angles and corners very present in this blazer. We don’t want excess bulk and unprofessional finishing, so we need to master pressing techniques, grading, clipping and notching of the seam allowances to be able to succeed. If you don’t have a lot of practice on doing so, and you still want to make a jacket, start with a collarless simple design instead. Back to the project in hand, the main source for trouble when using this method is the notched collar inner corner. When stitching the collar to the lapels, the stitching should end exactly at the notch mark on both shells (in the first picture you’ll notice that the notch is thread marked). First join both shells right sides facing along all edges. The collar edge is sewn first, starting exactly at one notch and ending at the other, being CAREFUL NOT TO STICTH OVER THE SEAM ALLOWANCES (clipping the allowances becomes handy in order to be able to do just that, observe the next picture). Don’t forget to backstitch:

Again, starting at one notch (with a backstitch), not stitching over the SAs, stitch along all the front edge and the bottom of the lower center front panels, ending at the seam and not crossing over the seam allowance (to be able to stitch the facing/lining hem junction later). Observe the lapel notches and make sure the stitching starts/ends exactly at the notch point on both sides of the seams. Clip the allowances at the corner to reduce bulk (also mind the allowances of the lapel/front junction, which will be caught in between the notch seam).

There’s yet another corner that needs extra care in clipping/grading; it's the corner where the lapel ends and the waistband starts. A lot of seams interact in a small space.

The bottom hem/lining facing (bottom center panel) junction was explained before. I’ll just add that the work is not completed after everything is turned to the right side and the hems are sewn: there’s a lot of basting, pressing and tacking, making sure everything stays together in place and not shifting. I prickstitched in the ditch (basically a prickstitch is a short backstitch with the stitches far apart) some of the opposing seams of both shells: the front waistband seams, and the neckline/lapels seams. I also used the same technique to stitch the raglan shoulder pads in place, prickstitching in the ditch along the shoulder seams. Next picture will show me doing this procedure along the lapel seams:

Finally, I also tack the lining to the blazer at the bottom of the armholes and the lining to the shoulder pads along the lining shoulder seams. Everything will stick together and won’t shift out of place if these steps are taken.

The blazer is completed and I’m wearing it today (I chose to combine the bubblegum pink of the blazer with army green pants and top; it’s unusual, but I like it!). I snapped a few photos when I got back from work today, I’ll publish them at my wardrobe blog as soon as possible. The final review will be published here sometime tomorrow. See you all soon!

5 comments:

Nancy K said...

As always, it's fabulous. Your workmanship is so gorgeous and the ease at which you seem to accomplish it is indeed enviable! I look forward to seeing it on you.

AllisonC said...

I've had my eye on this pattern and now I definitely want to make it, yours looks fabulous The waist detail is really flattering, and your posts will really help me understand the Patrones translated instructions too!

Gail said...

Thanks for sharing the method. I will definitely make this jacket. In fact I love the entire issue of Patrones!

j.kaori said...

Thank you for a wonderful post! The color of this blazer is so fun and the style is amazing. Beautiful workmanship!

zenaide said...

Olá, como vai?
Achei muito lindo o seu trabalho, muito bem explicado, você esta de parabéns!