Shirt drafting using the DP Studio Method – Desenho de molde-base de camisa clássica com o método DP Studio


EN Summary: I’ve been studying how to draft the DP Studio torso block and how to evolve it into a classic shirt block. I plan on using the shirt block to sew a few shirts with different collar options (while I also explore the drafting of different shirt collars). Keep reading to find out all the details.
---
PT Sumário: Tenho estado a estudar como traçar o padrão/base de torso DP Studio, evoluindo-o para uma base de camisa clássica. O objetivo é fazer um conjunto de camisas com diferentes opções de golas/colarinhos e aproveitar para estudar também o traçado dessas golas com o mesmo método. Continuem a ler o artigo com todos os detalhes!

NOTE: this is not a sponsored post and I don’t earn anything from enabling DP Studio products. I consider them good value for the money and I am reviewing them on my own initiative.
NOTA: este artigo não é patrocinado e não ganho nada pelo facto de indicar e/ou recomendar os produtos DP STudio. Considero que os produtos valem bem o que custam e estou a indicá-los por iniciativa própria.

EN: You’ll find everything you need to know regarding shirt pattern drafting in the first book (printed edition in French); if French language is a problem, there's the PDF version which is also available in English (check all the options on DP Studio website – click here). There is also the possibility of buying the content of the books by selecting specific excerpts instead of the entire book(s), an option generously made available as “Fiches Techniques” (FR) or “TechnicalFiles” (EN). Plus, some of these Technical Files are free. If you don’t like the idea of drafting the patterns from scratch, instead you can order the ready-made “patrons de bases” or “basis patterns” (EN version of the DP Studio website) - printed format - and construct your shirts from matching/mixing them as you like. The basic patterns are available from size 8 trough 20 (European 36 through 48) and (in the shirt domain) there are interchangeable patterns for bodices, sleeves and collars so many different shirts can be drafted from mixing different bases.
---
PT: Para traçar moldes de camisas encontram tudo o que necessitam no primeiro volume (em Francês); têm também a versão em pdf dos livros, que neste caso está disponível em Inglês e Francês (podem ver todas as opções no sítio DP Studio – clicar aqui). Também têm a possibilidade de comprar o conteúdo dos livros selecionando excertos avulso, uma opção válida para quem não pode ou quer investir tanto de uma vez e está interessado em ir desenvolvendo áreas específicas. Esta opção está disponível no sítio DP Studio como “FichesTechniques” (FR) or “Technical Files” (EN) e algumas destas fichas são grátis. Em alternativa a desenhar os moldes de raiz, podem comprar os moldes-base já prontos no tamanho que desejarem e conjuga-los para montar diversas camisas. Os moldes-base estão disponíveis em tamanhos desde o 36 ao 48 e (no que respeita a camisas) têm bases para o corpo, mangas e golas. Combinando as bases pode-se gerar várias combinações de modelos de camisa.

The basic bodice /o básico do tronco:
EN: What will you need to learn how to draft a classic shirt pattern with different collar options (case you don’t want to invest in the books)? The technical Files, teaching all the steps of the drafting process (exemplified for size 38):
You may choose from any of the collar Technical Files available (from 2 to 3€ each) – click here.

NOTE: all prices listed are subject of change by DP Studio, of course.
---
PT: Então o que é preciso para aprender a traçar moldes para camisas clássicas com várias opções de colarinhos e golas (caso não queiram investir nos livros de uma vez)? As Fichas Técnicas ensinam todos os passos do processo de desenho das bases, exemplificando o processo para o tamanho 38 (nota: vou referir o nome das fichas em Francês, mas podem escolher a versão Inglesa também, estão disponíveis nestas duas línguas):
Podem escolher várias opções para colarinhos e golas desde 2 a 3€ (clicar aqui)

NOTA: Os preços listados estão sujeitos a atualizações, obviamente.

How to draft the classic blouse base / Como traçar o básico de blusa clássica
EN: If you want to learn how to add correct values and shapes for the seam allowances you can also purchase the following Technical Files:
---

PT: Se quiserem aprender a forma correta de adicionar os valores de costura aos moldes (as bases são desenhadas sem margens de costura), podem descarregar as seguintes fichas técnicas:
How to draft the classic shirt sleeve with separate cuff / Como traçar o molde da manga da camisa clássica com punho

How to draft the separate raised collar with open neckline / Como traçar o molde da gola em V levantada
EN: There’s yet another option: instead of drafting the base patterns from scratch you can purchase them individually and by size (note: base patterns don’t include seam allowances and are only available in printed format, sent by mail). Providing you use the same size on all bases, they are guaranteed to fit one another (check the base pattern description for the compatibility with other bases). The bases I plan on using for my shirt patterns are:
There are more collar options that can be used – click here.
---
PT: A outra opção é comprar as bases já prontas (unicamente disponíveis em formato impresso, enviadas por correio), no tamanho que desejarem, de acordo com a tabela de medidas.  As bases de camisa clássica, manga de camisa clássica e a algumas golas encaixam perfeitamente umas nas outras desde que sejam todas do mesmo tamanho de manequim (verifiquem sempre na descrição das bases as suas compatibilidades). As bases que vou usar são:
Existem outras opções de golas que podem ser usadas: cliquem aqui.

A few ready-made base patterns from DP Studio / Algumas bases prontas encomendadas de DP Studio
EN: As I have mentioned, I purchased the books (so I have all Technical files on paper), yet I ordered some of the base patterns on my approximate size as well, for the following reasons:
  • The drafting process is exemplified for size 38; in most cases the explanations given are enough to extrapolate to any other size or personal measurements, yet in some rare cases they fail to do so, especially when arbitrary constants are used without size context (for example, the distance from chest line to cross-front line on the basic bodice base is assumed to be 12cm but this distance grows with size as I had the chance of verifying when I examined the size 42 base; the same happens with the armhole notch placement). The sure way to achieve any other size would be by grading the 38 size base using the variations (evolutions) given in the measurement chart but that subject is not covered in these books; I understand a thing or two about grading and I think I could grade the 38 bases on my own, yet it would take a good amount of time and effort.
  • To proof myself since I have not the years of experience on the subject that I believe are necessary to succeed in drafting good quality fashion patterns.
  • The patterns come drafted in white printer paper and are easy to store/archive for using whenever necessary; knowing in advance my personal size deviations when compared with the standard sizes, enable me to alter them quite easily without the need of drafting a base from scratch directly from my personal measurements.
  • I have a collector's soul; these printed base patterns together with the knowledge of the DP Studio drafting method (meaning I know in advance the wearing ease included in the base and I can work from there on), provide me the tools for drafting any pattern with relative ease.
---

PT: Como já mencionei, tenho os livros ou seja, o conhecimento para desenhar as bases necessárias; no entanto acabei por também encomendar algumas bases no tamanho que mais se aproxima às minhas medidas, pelas razões seguintes:
  • O traçado das bases é exemplificado para o tamanho 38; em geral as instruções são facilmente extrapoláveis para qualquer outro tamanho ou medida pessoal, no entanto há alguns raros casos em que isso não acontece, principalmente no uso de algumas constantes arbitrárias fora do contexto do tamanho que está a ser traçado. Lembro-me por exemplo que a distância entre as linhas horizontais do peito e do do tórax na base do tronco é dada: 12cm. Acabei por verificar ao analisar a base tamanho 42 que esta distância aumenta com o tamanho ou seja é maior no tamanho 42. O mesmo acontece com o posicionamento dos piques de montagem das cavas. A forma correta de obter os tamanhos da tabela é fazer a gradação da base 38 usando as evoluções que são dadas na última coluna da tabela de medidas (que nos diz quanto é que cada medida varia com os sucessivos tamanhos). Ora a gradação de moldes é um assunto que não está explicado nos livros e embora eu saiba alguma coisa sobre o processo e conseguisse fazer esse escalamento, iria necessitar de bastante trabalho e tempo.
  • Para por à prova os meus traçados; a minha opinião é que para conseguir traçar moldes com facilidade, qualidade e sem erros é preciso anos de experiência, coisa que não tenho.
  • As bases vêm impressas em papel de plotter, resistente, fácil de arquivar e de manter para utilizações sucessivas. Sabendo à partida os desvios das minhas medidas em relação ao padrão/tamanho da base, é muito mais fácil alterar a base de acordo com esses desvios do que desenhar de raiz, inclusivamente com as nossas eventuais variações nas medidas ao longo do tempo.
  • Tenho alma de colecionadora; estas bases conjugadas com o conhecimento de como foram traçadas (ou seja sabendo à partida as folgas programadas nas bases) dão-me as ferramentas para as alterar e fazer qualquer molde a partir delas de uma forma prática e segura.
CONCLUSION: I wanted to write this article for my own future reference and as the starting point for upcoming self-drafted classic shirts that I plan to make. I think the information contained in this article may be of interest for some of my readers, specially those who share the interest about pattern making. Parallel to my pattern drafting adventure I also plan to try some of the DP Studio fashion patterns because their aesthetics appeals to me. If you wish to share, let me know in the comment area what you think about this and if you had any previous experience with the DP Studio method or any other drafting method. Thanks for reading!
---
CONCLUSÃO: Escrevi este artigo como referência futura e ponto de partida para um conjunto de camisas modeladas por mim, que planeio confecionar em breve. Creio que a informação contida neste post pode ter interesse para os meus leitores que partilham comigo o interesse na modelagem. Em paralelo com as minhas aventuras no mundo do traçado dos meus próprios moldes, também planeio experimentar alguns dos moldes de roupa do DP Studio, pois a sua estética agrada-me. Se quiserem partilhar nos comentários as vossas experiências e/ou opiniões sobre este método ou qualquer outro que tenham experimentado, sintam-se à vontade. Obrigada por lerem!

Comments

Pam Erny said…
Hi Tany...what a wonderful adventure! The DP method is *very much* how I learned to draft shirt blocks, collars, etc, during my Tailoring/Shirtmaking Apprenticeship many, many years ago. It's a classic, accurate method that results in shirts that drape beautifully over the body. I look forward to seeing your results and reading your opinions of the method.
Tany said…
Hi Pam, thanks for your lovely comment! So far I am very impressed with this method. It is very accurate and I really love how the truing of the pattern is achieved with the use of transparent paper and a awl for pivoting instead of the usual folding and tracing over the fold with a tracing wheel. I already drafted a pattern for a classic darted shirt and a few collar variations. Hopefully I will have a finished shirt very soon!

Popular posts from this blog

Métodos de Alfaiataria por Paco Peralta – Methods of tailoring by Paco Peralta

Weekend Jacket progress report: setting in the sleeves by hand – Progresso na jaqueta este fds: colocação das mangas à mão

Chanel jacket eye-candy (part 2) – Para “babar” e inspirar-se: jaquetas Chanel (parte 2)