Monday, August 17, 2015

Classic French Jacket: cutting, marking, stabilizing - Jaqueta inspirada em Chanel: corte, marcação e estabilização


EN Summary: The Classic French Jacket or the Couture Cardigan Jacket is in a whole different couture category. Instead of a tailored crisp look, the goal is to obtain a soft untailored garment more similar to a cardigan than to a jacket. Minimum interfacing is used and the lining is quilted to the fashion fabric, providing it with a soft and very light structure. As opposed to other couture garments, no underlining is used unless dealing with a very sheer and see-through fabric (not typical for these jackets). In this article I describe the cutting layout, the necessary minimal stabilization (a choice based on my fabric’s characteristics) and the marking of all the pieces. 

---

PT Sumário: A Jaqueta Clássica Francesa ou o Cardigan Alta-Costura como também é designada enquadra-se numa categoria de alta-costura completamente à parte. Em vez de uma silhueta definida e estruturada, o objetivo é obter uma peça maleável e leve mais semelhante a um cardigan do que propriamente a uma jaqueta da forma que a conhecemos. As entretelas são reduzidas ao mínimo indispensável e o mais leve possível, e o forro é “acolchoado” no tecido exterior (sem enchimento), dando-lhe a estrutura mínima necessária para definir a jaqueta. Ao contrário da maioria das peças de alta-costura não é adicionada uma percalina (ou entre-forro) a não ser que o tecido exterior seja mesmo muito leve ou transparente e precise de um suporte adicional. Neste artigo descrevo o processo de corte do tecido, a estabilização mínima necessária (que depende muito do tecido que estou a utilizar) e as marcações nas peças da jaqueta. 


EN: The process for making these jackets as described by Susan Khalje in her classes and Claire Shaeffer in her book and DVD requires a pattern with no seam and hem allowances (to be able to thread trace all the outlines); taking as reference Susan’s classes, a single layer cutting layout is desirable (so there are two center front pattern pieces, two side fronts, and so on); after taking the muslin apart, the muslin pieces are used as a pattern after cutting off all the allowances; the fashion fabric is placed with the right side up. This method makes sense to me because it allows for fine tuning the fit of the pattern and uses the adjusted muslin pieces as a pattern instead so that’s what I’m doing. A minimum of 4 inches (10cm) between pattern pieces is advisable because the fabrics usually fray a lot, you may have to make adjustments after the quilting is done and also because these large allowances are part of the jacket’s integrity. My fabric is an extra wide knit boucle from GorgeousFabrics.com, very soft and with some stretch. Because it’s so wide I was able to lay all the jacket’s pieces except the sleeves in one row, paying extra care with grain alignment. Here are all the pieces (approximately two inch allowances!):

---

PT: O processo descrito pela Susan Khalje nas suas aulas e pela Claire Shaeffer no seu livro e DVD é unânime em utilizar moldes sem margens de costura ou bainhas adicionadas (é a única forma eficaz que permite depois alinhavar as orlas). Tomando como referência as aulas da Susan que se centram bastante no processo de prova como forma de otimizar e adaptar o molde à nossa figura, é desejável um plano de corte com tecido singelo em vez de dobrado no sentido do comprimento (neste caso o direito fica virado para cima). Neste método são as peças desmanchadas e sem margens do modelo de prova que são usadas como molde, por isso haverá duas frentes/meio, duas frentes laterais e por aí adiante. Estou a usar um bouclé de malha extra-largo de GorgeousFabrics.com (tem bem mais do que os normais 150cm de largura), o que me permitiu alinhar todas as peças da jaqueta exceto as mangas numa única passagem. É necessário deixar um espaçamento mínimo entre as peças de 10cm, pois as margens finais devem ser de 5cm. Há vários motivos: estes tecidos desfiam muito, haverá ajustes depois do acolchoado do forro e também estas margens farão parte da própria integridade da jaqueta dando-lhe uma certa estrutura nas costuras. É muito importante alinhar perfeitamente o correr do fio com as linhas indicadas no molde. Podem ver a seguir todas as partes cortadas a aguardar o traçado das orlas com alinhavos:

EN: Because this particular fabric is very soft, thin and has some stretch, I will need some stabilizing on the hems. I could use silk organza for this (probably what was used in the time of Coco Chanel) but found that this knit fusible tape works even more inconspicuously because it stabilizes without adding structure or altering the drape of the fabric, so it’s even lighter than silk organza. I’ve seen it being used on Chanel’s Little Black jacket video and strongly suspect Miss Chanel would use it herself if only it was available in her time: 

---

PT: Porque este tecido é tão fino e macio, além de ser um pouco elástico, vou necessitar de estabilizar as bainhas. Poderia usar tiras de organza de seda para o efeito (provavelmente o que era usado no tempo da Coco Chanel), mas descobri que esta fita termo-colante muito fina é ainda mais leve e não se nota nada, não alterando as características do tecido além de não deixar que estique. No vídeo “The Little Black Jacket” vi usarem algo semelhante e tenho a certeza que se houvesse este material disponivel no tempo da Chanel ela provavelmente também o usaria:

EN: To apply this tape I first start by thread tracing the hem line; then I place the tape right above it without covering the basting thread and steam press it fusing it in place. After that I resume thread tracing the remaining outlines: 

---

PT: Para aplicar a fita primeiro alinhavo a linha da bainha; depois posiciono a fita, diretamente por cima desta linha, sem sobrepor ao alinhavo. Assento com ferro a vapor, colando-a ao tecido e só depois continuo a marcar as restantes orlas com alinhavos:

EN: I will also use this knit fusible tape to reinforce the buttonhole placement lines, avoiding the fraying while handworking the buttonholes. The cuff vent extension and the front edge, will also be reinforced with silk organza for added stability and shape, because of the buttons/buttonholes. In the case of the front edge I plan on adding a 2 ½ inch wide strip of silk organza with the selvage placed exactly at the center edge to prevent is from stretching. This piece of silk organza will be lightly padstitched to the fashion fabric after it has been thread traced and before it has been quilted to the lining. I came up with this process on my own; it’s different from what Susan demonstrates in her classes because her jacket uses hooks&eyes instead and needs no other reinforcement than the lining and the trim along the front edge. Claire Shaeffer in her book describes the process for a buttoned jacket with handworked buttonholes (she does a really nice tutorial for these, by the way) but uses a slightly different method. 

---

PT: Também vou usar esta fita para reforçar o sítio das casas de botão ao longo da frente e na abertura estendida dos punhos. Evitará que o tecido desfie enquanto bordo as casas à mão. Na orla da frente e na vista da abertura das mangas também vou acrescentar organza de seda para ficar mais forte e não deformar. Na orla da frente vou adicionar uma tira de organza com 7cm de largura, de maneira a que a aurela lateral da organza coincida com a orla da frente; isto evita que a frente deforme e estique. Esta tira de organza será cosida com pontos de alfaiate espaçados ao tecido, depois de este ter sido marcado com alinhavos e antes do forro ser acolchoado à frente da jaqueta. É um método que imaginei por mim, pois nas aulas da Susan as jaquetas levam colchetes em vez de botões e não precisam de mais estabilização do que a dada pelo forro e pelo galão, enquanto o método da Claire Shaeffer para uma jaqueta com botões e casas bordadas à mão é um pouco diferente do que o que vou fazer. Já agora, achei o passo-a-passo da Claire Shaeffer para bordar os botões excelente.

EN: And this is it for now; I plan on finishing the thread tracing during the week if I can, then cutting the lining and using the remnants to run some samples of the quilting, the buttonholes and the hems. Everything will become clearer for you guys when you see a sample (why the big seam allowances, etc.). Stay tuned!

A special thanks to my Friend in the US who has been “feeding me” with these special purpose notions like the fusible knit tape!

---

PT: E para já é tudo; espero conseguir terminar as marcações com alinhavos durante a semana, depois passar a cortar o forro para depois poder usar as sobras para fazer uns testes que demonstrem as costuras, o acolchoado, as casas de botão e as bainhas. Tudo ficará mais claro quando virem um exemplo!

Um agradecimento especial à minha Amiga nos Estados Unidos que me tem mandado estes materiais especiais, como esta fita termo-colante!

5 comments:

Linda said...

Looking forward to seeing your jacket when complete.

Mónica Martinho said...

É um modelo trabalhoso, mas no fim vai ficar explendido.

Charlene Colon said...

Thank you SOOOOO much for sharing your tip on the SewKeysE Knit Stay Tape! It's Wonderful! I am now using it to make a self fabric trim, cut on the bias. I will be using this trim for the Susan Khalje French Jacket Class in Baltimore. It gives just the right amount of stability without changing the drape of the fabric. Love It! Agree that Chanel would have used it if it were available.

Mk1 said...

Hi Tany,

I love your jacket and the fabric you have chosen. Am I right in thinking that your cutting layout is on the crossgrain? Did that cause you any problems?

Many thanks for sharing and the inspiration!

Tany said...

Hi MK1,
I cut on the lengthwise grain (if I can call it like that). This fabric is extra wide, and it's actually a knit, not woven, although it doesn't show on the right side