Thursday, January 3, 2008

O modelo de prova (parte 1) - The test garment (part 1)

Antes de mais, espero que todas(os) tenham passado um excelente Natal e tenham entrado em beleza no Novo Ano! Quero agradecer todas as mostras de carinho, as lembranças e os comentários que me deixaram enquanto estive de férias. Tenho sorte de ter amigos e amigas como vocês, que me mimam e incentivam de todas as formas!
First of all, I hope you all had a wonderful Christmas celebration and also that this New Year will bring you all peace, happiness, love and good health. I thank you all the good wishes, gifts and comments received while I was away on vacation. I feel very lucky and honoured for having such wonderful friends al around the world, friends who cherish me and move me forward!

Agora tenho que por a leitura dos blogs em dia (mais de duzentas entradas), responder a emails e também retomar a costura do fato Unrath & Strano. Antes de ir de férias para o Algarve, já tinha iniciado a confecção do modelo de prova usando um tecido barato de algodão e transferindo o molde e as marcações para o tecido com o auxílio de uma recortilha e papel químico amarelo:
Now I must catch up on all the blogs (I have more than 200 unread blog entries in my blogroll), answer to all the emails and also resume the making of the Unrath & Strano suit. Before leaving to Algarve I had already started on the construction of the test garment using an inexpensive cotton fabric and transferring the pattern to the fabric using a tracing wheel and yellow tracing paper:
Vejam o pormenor do corte do bolso (o molde não inclui valores de costura; na abertura do bolso não se deve acrescentar qualquer valor de costura pois as duas faces devem encontrar-se na linha de abertura sem se sobreporem):
See the detail of the pocket opening (the paper pattern doesn’t include the seam allowances; they are added as I cut. The pocket opening doesn’t include SAs because the two edges must match without overlapping):
Aqui podem ver como fica o tecido marcado com o químico amarelo:
Here you can see the yellow markings left on the fabric:
Hoje não resisti a adiantar um pouco os trabalhos! Depois de unir todas as partes (excepto as mangas, as vistas, o bolso, a parte de cima da gola e o cinto), aqui têm o resultado até agora:
Today I couldn’t help myself and since I was missing sewing so much, I took it on to the next stage! After basting together all the pieces (except the sleeves, facings, pocket, upper collar and the belt), here is the result so far:
Algumas marcações relevantes foram passadas com alinhavos para se notarem melhor (linhas do centro na saia e jaqueta, linhas da cintura, posição do bolso, pontos de aposição, etc.); a abertura do bolso foi fechada com um ponto de ziguezague. As orlas na bainha, frente e gola foram alinhavadas para dentro. Na saia, o fecho foi alinhavado, assim como as bainhas e as vistas da abertura. As pregas do lado da saia foram fixadas com alfinetes junto ao cós, do lado direito.
I retraced some of the relevant markings using basting thread (center lines on the jacket and skirt, waist placement lines, pocket placement lines, notches, etc.); the hem allowances and edge allowances were turned inside and basted in place. On the skirt, the zipper was basted in place, along with the side opening facings and the hem allowances. The horizontal side pleats are simply pinned in place on the skirt’s right side.
Este primeiro teste serviu para duas coisas: estabelecer a necessidade de modificações ou ajustes no molde é uma delas. Para concluir este processo é necessário também fixar os chumaços nos ombros, e esta prova vai permitir testar alguns tipos, inclusivamente feitos à mão e também os reforços para os ombros, que tenho de cortar em entretela grossa e aplicar. Também estou a considerar utilizar os moldes dos reforços para confeccionar os chumaços à medida, pois a jaqueta tem ombros bem definidos e levantados e posso não conseguir o efeito que pretendo com chumaços comerciais normais. Outra coisa que pretendia com este teste foi estabelecer a linha de dobra da gola. Depois de alinhavar a gola e dobrá-la convenientemente de forma a garantir que assenta bem, marquei o sítio da dobra com alfinetes para depois transferir para o molde:
This first test serves two purposes: establishing the need of alterations and/or adjustments is one of them. To fulfil this task I need to place the shoulder pads in place and this test garment will be needed for choosing the right type of shoulder pads. I plan on trying several different kinds, including custom made shoulder pads. I still need to cut the shoulder reinforcements on thick interfacing and I might use the same pattern for making my own shoulder pads if anything else fails. The shoulder shape is well raised and defined so I might need custom made shoulder pads to fit its exact shape. The second purpose of this first test is establishing the collar roll line accurately. After basting the under collar in place and folding the collar in a way that it lays smoothly on the shoulders and back, I marked the roll line with pins for later transferring it to the paper pattern:
Quanto à jaqueta, concluo que o molde é um dos melhores que já vi até hoje e também que modela o corpo de forma perfeita e favorecedora. O corte assimétrico na frente foi conseguido de forma espectacular. As proporções (tanto horizontais como verticais) são correctas para o meu corpo, as pinças estão bem colocadas, as linhas horizontais (peito, cintura) encontram-se também na altura correcta e o bolso fica bem onde está. Não prevejo que seja necessário nenhuma modificação, tirando alguns ajustes ligeiros nas costuras verticais.
As far as I am concerned, I find the jacket pattern one of the best and accurately drafted patterns I’ve tried so far. It holds its shape to the body following the body contour in a very flattering way. The asymmetrical effect on the front is perfect. The proportions (the vertical and the horizontal) are right for me, the darts are correctly placed, the horizontal lines (chest and waist lines) are at the right place and the pocket is just right where it is. I don’t think I will alter this pattern and only minor adjustments on the vertical seams will be needed.

Quanto à saia, o resultado já não me satisfez tanto. Primeiro está demasiado justa e segundo, a manter o design original, creio que não me favorece muito, embora no manequim e em conjunto com a jaqueta pareça bem. Eis algumas fotos da saia sozinha, frente e costas:
As for the skirt, I’m not equally pleased. First of all it’s too tight and secondly, I don’t think the original design will flatter my figure, though it looks nice on the dressform together with the jacket. Here are a few pictures of the skirt alone, front and back:

Além de tudo a abertura lateral é demasiado profunda para permitir usar esta saia no dia-a-dia e mesmo sem ser no dia-a-dia, penso que não me sentiria à vontade. O que vou fazer é traçar a saia no tamanho 40 para lhe dar mais folga e diminuir o tamanho da abertura lateral; depois vou tentar duas coisas: preguear menos no lado ou prescindir completamente das pregas; no caso desta última hipótese, talvez tente dar um corte assimétrico à bainha, para coordenar melhor com o corte da jaqueta, que também é assimétrico.
Besides all this, the side opening is too deep for wearing this skirt at a conservative working environment and even for going out; I don’t think I’m comfortable with it. What I plan to do is tracing the size 40 instead of the 38, alter the side opening length and then take one of the too options: either make smaller (less deep) horizontal pleats on the side or skip the horizontal pleats at all; if I skip the horizontal pleats I might need to reshape the hem so it remains asymmetrical, coordinating with the jacket’s design. We'll see.

Da próxima vez vou mostrar o teste das mangas. Até breve!
Next time I will show you the tests for the sleeves! See you soon!

17 comments:

Adrienne said...

Welcome back (again lol) It's looking wonderful so far! Can't wait to see what modifications you make on the skirt!

Vicki said...

Happy new year!

Good work with the test garment. It is good that the jacket fits so well. This is going to be one fun project to follow along with.

Erica B. said...

Feliz ano novo!

I am dying to see this suit. I'm sure it will be stunning.

Lori said...

Welcome back, I am so happy to have you back. I love reading about your creations. This will be so fun following the suit.

christina said...

This is already a very intriguing outfit! Welcome back.

Mamã Martinho said...

Gostei imenso do modelo. Acho que este te assentará que nem uma luva. Concordo plenamente com as alterações que propões e tenho a certeza de que irão favorecer ainda mais o modelo.

Bjs

Mónica

Summerset said...

Welcome back and Happy New Year, to you, too! This will be a very interesting suit. I was wondering what you'd do about the skirt. I know everyone has their own comfort level as far as modesty and I knew from the runway photo the slit was a bit high. I'll be interested to see your version.

Carolyn (cmarie12) said...

So glad your back! Hope you had a wonderful vacation and a Happy New Year! The suit so far is very interesting. It isn't something that I could wear in my day to day life so it will be fun to watch you construct this!

paco peralta said...

Tany.- Tiene muy buena "pinta" el traje en prueba, lo imagino en el tejido original. Respecto a tu comentario sobre la falda tienes que probar a dejar solamente un pliegue, quizás así no tire tanto hacia arriba y la abertura quede más disimulada. Bueno, ya iremos viendo los progresos sobre el mismo. Felicidades, es un traje muy bonito, de veras. Un fuerte abrazo. Paco

rosa said...

Ola Tany
realmente a saia é muito SEXY, a abertura é um bocado exagerada pro dia a dia!
acho que se deixares descair uma prega,e diminuires o tamnho da abertura lateral,fica menos exagerado.bem mas tambem nao sei ao certo a profundidade da prega,se tiver pouca se calhar nao muda muito,vais notar a diferença no lado em que ela tem a costura fechada!!fica mais descaido!!!
Mas o conjunto em si é lindo,pra uma festa de vez em quando és a HOT GIRL!!!hehehe!!!
A saia esta apertada pois bem a menina exagerou nos doces(BROMA) HEHEHE!!
seguro vais transformala em algo ao teu gosto.
bom trabalho
bjs

macati said...

ola gira!
um óptimo 2008 cheio de boas surpresas!
bjnh gnd
:)

Sigrid said...

Tany, this is becoming very special indeed. SO curious how this turns out on you, and happy that the jacket pattern is so good. The skirt looks great on the dressform, but I can imagine not being comfortable in it.

Marcia Hilleshein said...

Quanto cuidado!
Toda vez que visito seu blog saio com vontade de costurar algo. Aliás, acho que já disse isso. Fico admirada com sua dedicação e cuidado para fazer uma peça.
Parabéns pelo aniversário do blog e pelo reconhecimento que teve por sua dedicação.
Bjs.

Tini said...

oooh cool to see that pattern I send you become "alive"
I'm with you, the slit is pretty high on that skirt but the jacket is awesome!

Ana Carina said...

Tany,
Tenho algumas questões para te fazer sobre este método de marcação com papel químico (porque não o conheço muito bem):
1 - O papel químico encontra-se numa papelaria normal ou técnica?

2 - Aproximadamente quanto é cada folha (valor indicativo)?

3 - Para este método é aconselhável o uso de uma base de corte (para além da recortilha), certo?

4 - Para modelos simétricos como passas as marcações para as duas camadas? Em duas vezes?

5 - Qual o método que preferes usar? Método por alinhavos ou esta técnica do papel químico?

Desculpa tantas perguntas, mas tenho alguma curiosidade sobre esta técnica...

Beijinhos e Obrigado

Tany said...

Ana Carina: Tenho todo o prazer em tentar responder às tuas questões:

1- Este papel comprei-o numa papelaria técnica em Aveiro e tens que pedir papel para "transferir" desenhos. Existe em mais cores, mas o amarelo é o que costumo usar pois marca bem em quase todas as cores de tecidos. Uma das superfícies tem uma espécie de cera amarela e coloca-se com esta parte para cima, com o tecido em cima com o lado de avesso sobre o papel.
2 - Não me lembro do preço! Mas não foi barato para duas folhas de papel A1!
3 - Para marcar não é preciso a base de corte; a base só é necessária para cortar, se usares uma espécie de xizato giratório, também chamado de recortilha (mas não é a recortilha de marcar! Essa não corta, só deixa um picotado!). As bases são muito caras, a minha custou cerca de 70 euros! Os tais xizatos e as bases também se vendem nas papelarias técnicas. Para marcar podes proteger a mesa com folhas de papel, isso se a mesa riscar com facilidade.
4 - Quando se marca um modelo simples (sem ser simétrico) o molde coloca-se sobre o direito do tecido e assim as marcações s~~ao passadas para a parte de baixo, ou seja, o avesso. No caso de cortares com o tecido dobrado (molde simétrico), pões sempre o direito para dentro e marcas um lado passando a recortilha; depois retiras o molde e prendes o tecido dobrado com os mesmos alfinetes para não deslocar, viras a outra face para baixo (esta face é o avesso simétrico) e passas a recortilha sobre as marcações que fizeste antes, marcando assim o outro lado (espero que entendas! Se não, vê o meu email clicando no meu perfil e envia-me um email para eu depois te fazer uns scans de um livro que explica isto com esquemas).
5 - O método que gosto mais é o dos alinhavos, mas é muito mais demorado. Prefiro-o porque não corro o risco de manchar o tecido e também porque as marcações também ficam visíveis do lado direito, o que facilita depois alinhar as peças para as coser. Uso o papel químico principalmente para as provas e, quando o uso no tecido de uma peça, depois alinhavo na mesma seguindo as linhas. Isto exceptuando os moldes americanos, que já vêm com as margens de costura incluídas e como tal não se podem marcar com alinhavos, a não ser que recortes as margens. Para esses moldes só marco as outras marcações (sem ser as costuras, tipo os nós de aposição, casas, pregas, centro etc) e como já sei que as costuras estão a 1,5cm da margem, uso o guia de costuras (uns risquinhos) que tenho na máquina, na tampa que tapa a bobine, para coser a esta distância certa da margem.

Qualquer dúvida que tenhas, escreve-me e mal possa respondo-te!

Beijinhos!

Ana Carina said...

Muito Obrigado Tany!

Consegui perceber perfeitamente a tua explicação de como usar o papel químico! A regra é o avesso sempre sobre o papel químico do lado que marca (para tb não manchar o lado direito).

Tenho de experimentar num dos próximos projectos esta técnica, por agora já fiz as marcações com alinhavos que tem mesmo a grande vantagem de as marcações ficarem dos dois lados (avesso e direito).

Obrigado mais uma vez.
(já sei que qualquer dúvida...envio-te um mail!

Beijinhos Tany