Thursday, November 10, 2011

2011#31 – Twisted collar raglan top – Top raglan com gola torcida

Português
English (uncheck the other box and check this one)

Fiz este top a partir de um molde que já usei algumas vezes, o modelo 112 da Burda de Fevereiro de 2010:
Usei uma malha muito original (comprei o retalho na Feira dos Tecidos) de cor cinza claro com um efeito enrugado e ligeiramente transparente. Para tornar o modelo único, fiz algumas alterações: uma gola alta torcida e costuras franzidas nos lados à altura da anca e nas mangas na zona do cotovelo. Mudei o plano de corte (cortando atravessado no tecido) para que as bainhas coincidissem com a aurela do tecido, evitando assim ter de coser bainhas. O molde incluí instruções para cortar uma tira estreita de remate para o decote; usando o mesmo comprimento, cortei esta tira duas vezes (uma para a gola interior e outra para a gola exterior) e muito mais larga (uns 12cm de largura). Cosi as duas tiras, direito contra direito, ao longo de uma das beiras compridas e depois cosi os extremos mais estreitos das duas tiras (direito contra direito), fechando assim a costura das costas da gola. Se fosse coser uma gola alta normal, dobrava a parte interior da gola para dentro e unia as duas partes ao decote, formando a gola; o que fiz foi apenas desencontrar a beira de dentro da gola com a de fora antes de coser tudo ao decote, obtendo assim o efeito torcido, é mesmo muito fácil. Depois é só rematar a costura por dentro e a gola fica pronta.
Para franzir as costuras basta coser com ponto ziguezague elástico de franzir transparente às orlas das costuras por dentro, estas franzirão naturalmente.

Aqui têm mais algumas fotos com detalhes:

NOTA: Encontrei um tutorial de como debruar uma gola com vivo torcido que pode ajudar a perceber como se faz este tipo de gola, pois o princípio é o mesmo: Sew Intriguing - Twisted binding

NOTA2 (2011-11-13): Descobri um tutorial que explica esta técnica também aqui.

Também fiz um par de calças usando o molde McCalls 6404 (vista D), e uma malha estável cinza clara, mas adicionei umas tiras pretas de lado, com cerca de 1,5cm de largura. Queria que as calças não ficassem tão justas (mais ao estilo calça-de-treino) e assim mais confortáveis. Também deixei uma racha na bainha, mesmo na frente da calça, para lhe dar um toque sofisticado, principalmente se usar a calça com sapatos de salto alto (stilletos). Ainda não tenho fotos da calça, mas tenciono brevemente tirar fotos com o conjunto completo para publicar no meu blogue de guarda-roupa.

Finalmente, queria falar-vos de algo que me tem incomodado há já algum tempo (já mencionei o mesmo no meu outro blogue):
Alguns amigos têm-me escrito com queixas de malware/vírus nos meus blogues; posso garantir com toda a certeza que os meus blogues não estão infectados (tenho diagnosticado frequentemente usando as ferramentas Webmaster do blogger). Sei que há alguns problemas de compatibilidade com alguns browsers além do Internet Explorer e não posso garantir que alguns dos links na barra lateral não estejam a despoletar estes avisos. Uma solução seria eliminar a lista de blogues na barra lateral, mas preferia não ter de o fazer. Também ouvi dizer que os contadores de visitas também podem estar a despoletar avisos de vírus, mas o que realmente desconfio é que algumas firmas comerciais de venda de anti-virus estão a despoletar estes avisos para levar as pessoas a adquirir o seu software de protecção.
Por favor digam-me se têm tido experiência de algum destes problemas nos meus blogues. Obrigada.

I made this top from my TNT raglan top base pattern, the February 2010 BWOF model 112:
I used a very original light grey jersey fabric, slightly see-through and with some kind of wrinkle effect on it. I customized this top with a twisted collar and some shirring along the sleeve seam at the elbow and the side seams on the hip area. I changed the cutting layout so the hems coincide with the knit selvage, thus avoiding any hem seaming. The pattern includes instructions for cutting a self-fabric binding tape; instead of the required tape width, I cut the same length but much wider (as wide as the intended collar height); I cut it twice (outer collar plus inner collar). Instead of sewing it like a regular turtle-neck with a seam on the top, I did something different: first joined the two collar pieces wrong sides facing each other and stitched along one of the longer edges; then opened the sewn collar rectangle and joined the narrower edges of the outer and inner collar, wrong sides facing, thus closing the back neck seam in one single step. If you fold the inner collar to the inside, you’ll obtain a regular turtleneck that can be sewn directly to the top’s neckline. What I did differently was shifting the inner collar layer by about 3 inches before stitching the collar to the neckline, it’s this easy.
For the shirred seams, all I did was to zigzag some clear elastic tape over the inner seam allowances.

Here are a few detail pictures for your viewing pleasure:
ETA: I found a tutorial from Liana of Sew Intruguing that applies the same principle used for making the twisted collar: Sew Intriguing - Twisted binding

ETA2 (2011-11-13): Found another great tutorial at Off The Cuff blog, check it out here.

I also made a pair of pants to match this top (2011#31 to be reviewed later if I find the time), using some kind of light grey pontiroma knit. I used McCalls 6404 view D but added a black 1/2 inch wide side panel since I wanted the pants to be more relaxed and not so close fitting. At hem level I also added a front slit. I don’t have pictures of the pants yet but hopefully I’ll be able to photograph the entire outfit later this week and publish it over at my wardrobe blog.

As a side note I want to address something that has been bothering me for some time, I already stated this on my other blog:
Some friends have been writing to me complaining about malware on my blogs; I can assure you all that my blogs are not infected (I’ve been checking regularly using blogger Webmaster tools); there are a few compatibility problems with browsers other than Internet Explorer and I can’t guarantee that some of the links on the sidebar aren’t triggering virus warnings either. One solution would be to eliminate my blogroll on the sidebar but I’d prefer not to do that. I’ve also heard that the visit counters used on most blogs also trigger these warnings, but I also suspect some virus warnings are triggered by commercial entities with the intent of convincing people to buy their anti-virus software. Please let me know by email or comment if you are experiencing any problems with my blogs and again, be reassured that my blogs are malware free. Thanks.

Thursday, November 3, 2011

2011#30 – The crimson dress – O vestido carmesim

Português
English (uncheck the other box and check this one)

(mais fotos minhas a usar o vestido aqui)

Modelo original: Revista BurdaStyle 10/2011, modelo 123A
Descrição: Vestido cruzado de comprimento abaixo do joelho, tem mangas ajustadas com fecho invisível no punho, tiras de atar na cintura e um folho lateral drapeado

Tecido usado: crepe carmesim (Feira dos tecidos); podem usar qualquer tecido ou malha suaves com bom cair.

Confecção: Segui as instruções da revista e não tive problemas. A única coisa que fiz a mais foi reforçar as cavas além da orla superior das frentes (pode ser feito com um pesponto ou com fita Termo colante própria). Quanto a mim este vestido tem um grau de dificuldade médio. Vou mostrar alguns pormenores para no caso de o quererem fazer ficarem já a contar com o que vos espera!

O decote cruzado é reforçado por vistas:
Podem ver aqui a terminação da vista (avesso) na frente direita (a que contém o folho), que cobre a pinça posicionada no extremo do pano frontal da saia (à esquerda da vista têm o folho lateral):
Do lado direito podem ver a fita de atar que está presa na costura da pinça:
O lado esquerdo da frente não tem o folho, apenas a tira de atar:
Toda a bainha e orlas da frente (folho incluído) foram acabadas numa orla enrolada pespontada (bainha estreita):
Aqui podem ver um pouco melhor o folho:
Outro detalhe diferente é o fecho invisível nas mangas, colocado na pinça de ajuste das mesmas (se não se sentirem confortáveis na aplicação do fecho podem omitir este detalhe, fechando a pinça normalmente; o punho é suficientemente largo para passar a mão):
No avesso:
A cintura do vestido é ajustada por quatro pequenas pregas pespontadas (duas na frente e duas atrás, onde normalmente se colocariam as pinças de um vestido recto):
Conclusão: O resultado final é bastante aproximado às fotos da revista, no entanto estas dão a ilusão que o vestido é mais evasé do que realmente é. Gostei muito do resultado final e creio que este vestido pode facilmente ser adaptado para se usar no dia-a-dia, bastando por exemplo adicionar um colete de pelo, ou mesmo uma jaqueta mais casual, e botas ou botins. Espero que tenham gostado, uma vez mais relembro que podem ver mais fotos minhas a usar o vestido aqui.

PS – O Couture et Tricot tem agora 500 seguidores no Google Friend Connect (a caixinha de seguidores está na barra lateral direita do blog, se quiserem aderir)! MUITO OBRIGADA a todos(as) os seguidores(as)!

(More pictures of me wearing the dress are published here)

Pattern: BurdaStyle Magazine 10/2011, model 123A
Description: Crossed over dress of midi length, has narrow sleeves adjusted at cuff level by invisible zippers, waist ties and a draped flounce on the right front edge.

Fabric used: crimson crepe (local fabric store); you may use any woven or knit for dresses, providing it has a good drape.

Construction: I followed the magazine’s instructions which were alright IMO, just added some reinforcement around the armholes and upper front edge (the last was mentioned in the instructions though). The reinforcement can be done by stitching on the SA very close to the stitching line or by fusing special purpose interfacing tape. I rate this dress as medium in difficulty level. I’ll show you some details so you’ll know what to expect if you decide to make this dress.

The neckline is faced (upper front edges and back neckline):
Here’s the wrong side of the right front (the one with the flounce); the facing covers a shaping dart in between the front and the flounce (the flounce is on the left, with the topstitched rolled hem):
On the right side you can see the right tie, which is caught in the shaping dart:
The left front doesn’t get a flounce; the left front will be hidden inside the dress:
The hem and lower front edges (including the draped flounce) are all finished with a rolled hem:
I raised the flounce so you can see how it is shaped:
Another detail is the cuff invisible zipper, applied within the sleeve shaping dart. This detail can be omitted because if you stitch the dart without the zipper it will still be possible to slip your hand through the cuffs, they are not too narrow.
The zipper on the wrong side:
I’m not sure you can notice it in the picture, but there is some additional shaping on the waist, managed by four topstitched pleats (two on the front and two on the back) placed where vertical darts would be on a dress:
Conclusion: The final result is pretty close to the magazine’s photos, except the dress is not as A-line as the model pictures may suggest. I really love this dress and already thought of ways of dressing it down (like adding a fur waistcoat or a causal jacket and rough boots, for example). I hope you all liked this dress as much as I did. Again, more pictures of me wearing it are published here. I wish you all a wonderful day, dear friends!

PS – Thanks to you all, the best readers in the world, Couture et Tricot has reached 500 followers on Google Friend Connect! THANK YOU SO MUCH!